quarta-feira, 15 de março de 2017

Não me importa



Não me importa

Que aos olhos dos outros seja triste

Não me importa

Que me vejam com desagrado

Não me importa

Que me vejam com ar de abandono

Sou feliz, mesmo sem rir à gargalhada

Sou feliz, porque fui bem educada

Sou feliz, porque ajudo o necessitado

Vim ao mundo para sofrer um mau bocado

Mas nem por isso desisto

Enfrento de olhos tristes que não são tristes

São reais, são controlados, são brilhantes,

São amados

Esse é o contentamento

Em que vivo em qualquer momento

Porque disto é feita a vida

De respeito

É disso que faço em tudo ao que me proponho

E nada da minha vida me envergonho




Cidália Rodrigues


1 comentário:

  1. Ser como é, verdadeiramente, com autenticidade....assim mesmo.Abraço.

    ResponderEliminar