domingo, 25 de setembro de 2016

Outono

Levemente cai a folha
Arrastada pelo vento
Folha solta
Se desprendeu
Mais um Outono chegou
Ouvi-o chegar
Era noite, bem noite
Quando a chuva caía
Veio retirar o pó
Que no campo se via
Levemente cai a folha
Arrastada pelo vento
Chegara mais uma noite
Mais uma noite de melancolia

Cidália Rodrigues

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

O rio canta



O rio canta
Canta brando e piedoso
Um canto ameno
E saudoso
O rio canta
Brando canta
Levando toda a saudade
No leito carinhoso
O rio canta
Um canto ameno
Tão cheio de embalo
Que adormece
Quem o escuta
Quando anoitece


Cidália Rodrigues

domingo, 18 de setembro de 2016

Segui todos os sinais



Segui todos os sinais da minha vida,
Olhei-os bem nos olhos
E reparei que os sinais
Têm uma força maior se os seguir
Debrucei-me sobre eles
E vi as coisas mais belas desta Vida
Que só os sinais me podiam dar
Todo o Amor que tenho pela Vida
Reparei então
Que o meu amor
É o que leva ao encontro de outro amor
Um amor repleto de dar
A felicidade chegou
Quando vi amor
No outro olhar
Que bom este Amor
Que bom ter seguido todos os sinais
Não há nada mais belo neste Mundo
Que seguir os sinais mais profundos
Este amor que se dá
Enquanto a vida dura
É o mais puro
O mais forte
Que nos faz
Sentir a consciência
Da existência
E vê-la prolongar-se no infinito
Onde as Estrelas giram
Iluminando a Humanidade
Tão ávida de Amor
Tão belo e profundo

Cidália Rodrigues

Serenidade

Serenidade
Mar calmo
Coração Grande e Forte


Cidália Rodrigues

sábado, 17 de setembro de 2016

Palavra Mãe



Não há palavra mais linda que a palavra Mãe,
Tem força, tem melodia, tem Amor
Tem vida
É a palavra mais Bela que o Mundo tem



Cidália Rodrigues

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

As andorinhas



As andorinhas não se ouvem
Partiram para longe
Não se ouve um piar
Deixaram a saudade
De as ouvir cantar
Não sei qual o foi o sinal
Que quiseram deixar
Se foi tristeza
Antes do Outono chegar


Cidália Rodrigues

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Mãe meu tesouro



Mãe
Palavra doce
Tão cheia de carinho
Teus braços sempre abertos
Para me receberes
Quando chegava
Mãe,
Minha  Força
Minha Paz
Minha Alegria
Mãe,
Teu sorriso
Tuas cantigas
Partilhámos
Mãe,
Só tu foste minha Vida
Não esquecerei
O foste para mim
Mãe,
Tudo o que sou hoje, a ti o devo
Mãe meu Tesouro
Te guardarei
Para sempre no meu peito
Com muito Amor
Só tu és minha Vida

Cidália Rodrigues